[Resenha] Lua Nova



Título: Lua Nova
Autor: Stephenie Meyer
Ano: 2008
Páginas: 416
Preço: R$26,91 (Submarino)


Sinopse:

Para Bella Swan, há uma coisa mais importante que a prórpia vida: Edward Cullen. Mas estar apaixonada por um vampiro é ainda mais perigoso do que ela poderia ter imaginado. Edward já resgatara Bella das Garras de um monstro cruel, mas agora, quando o relacionamento ousado do casal ameaça tudo o que lhes é próximo e querido, eles percebem que seus problemas podem estar apenas começando...
Legiões de leitores que ficaram em transe com o Best-seller “Crepúsculo” estão ávidos pela sequencia da história de amor de Bella e Edward. Em “Lua Nova”, Stephenie Meyer nos dá outra combinação irresistível de romance e suspense com um toque sobrenatural. Apaixonante e cheia de reviravoltas surpreendentes, essa saga de amor e vampiros segue rumo à imortalidade literária.


Resenha:

Em “Lua Nova” somos reapresentados à Bella Swan, uma garota simples, que prefere guardar seus pensamentos para si mesma, a Edward Cullen, um vampiro, sedutor, de olhos cor de âmbar e altamente perigoso, e a Jacob Black, um garoto moreno, corpo sedutor e com um segredo pra lá de horripilante. Team Jacob!
Após um acidente na festa de aniversário de Bella, Edward decide que a proximidade dele é muito perigosa para Bella e decide largá-la, deixá-la perdida no meio da floresta. Achei um tanto egoísta da parte dele, mas ao mesmo tempo extremamente romântico. Em meio a choros e soluços, ela é finalmente encontrada por um dos garotos amigos de Jacob.
Com a distância de Edward, Jacob e Bella acabam se aproximando: passam dias juntos, riem juntos e passam a se conhecer mais. Ele declara todo seu amor pela garota, mas ela só tem o vampiro na cabeça e não consegue tirá-lo de lá, uma vez que o ama incondicionalmente. O Edward já te deu um chute e você continua pensando nele, mas sempre o amor é quem fala mais alto nessa série, pode isso José?
Bella descobre que com sua proximidade do perigo, ela consegue “ver” Edward, dizendo: “Não faça isso, você vai se machucar”. Até o improvável ela faz: se atira de um penhasco para tê-lo em sua cabeça novamente, mas graças a Deus Jacob a socorre.
Entre fatos confusos que acabam acontecendo, Jacob decide contar seu segredo: ele é um lobisomem. Bella lida com isso da melhor maneira possível, tentando compreender tudo que o cerca, conhecendo sua matilha e brincando com Jacob em sua forma canina.
Após uma tentativa falhada de suicídio, seguido por um reencontro furtivo com os Volturi (clã mais poderoso, localizado na Itália), Bella e Edward prometem à eles que transformaram a garota em vampira por ela saber demais sobre eles.
A inimizade de Jacob com Edward começa, pois além de serem inimigos de sangue, disputam a mesma garota. O vampiro, como sendo namorado de Bella, a proíbe de ver Jacob. Porém visitar seu melhor amigo, ela nunca irá deixar de fazer. É um tanto engraçado essa parte, mas no outro livro eles fazem um pacto para que Bella veja ambos os garotos.
Esse é de longe o livro que mais curti de toda a série, por quê? Porque Bella tem um contato muito mais amplo com Jacob, e acho que ele que é perfeito pra ela e não aquele vampirinho que brilha no sol.  A autora também descreve detalhadamente a tentativa de suicídio e o pacto com os Volturi, além de toda a transformação de Jacob em lobisomem. A história fica muito melhor com a adição desse novo ser fantástico. Simplesmente, o triangulo amoroso perfeito. 

Minha classificação: ★★★★

Se você ainda não leu a resenha do primeiro livro, LEIA AQUI. 

0 comentários:

Postar um comentário